Blog

Entenda a classificação das bandeiras do distanciamento controlado e como elas afetam Gramado

Entenda como funciona o sistema de classificação de riscos no distanciamento controlado e como cada bandeira afeta os serviços em Gramado.

A crise causada pelo novo Coronavírus certamente pegou o mundo de surpresa. No meio de tantas incertezas, surgiram ações para controlar a propagação da doença e garantir a saúde da população. Entre  essas estratégias, está o modelo de distanciamento controlado criado no estado do Rio Grande do Sul, que tornou-se referência no combate a pandemia em todo o país.

Gramado, que está a pouco mais de 2 horas de distância da capital gaúcha, precisa seguir essas normas. Portanto, elencamos aqui tudo o que você precisa saber sobre o sistema de classificação, assim como as bandeiras impactam no funcionamento das atrações da cidade.

O que são as regiões?

Sendo um dos maiores estados do país, o Rio Grande do Sul conta com diversas regiões diferenciadas, tanto em clima, como cenários e cidades. Para garantir uma análise mais precisa, os mais de trezentos municípios do estado foram divididos em 30 setores. Estes foram criados com base na capacidade de atendimento hospitalar de cada região com relação ao número de habitantes.

Gramado está na região de Caxias do Sul, junto com outras cidades turísticas da Serra Gaúcha, como Canela, Bento Gonçalves e Garibaldi.

Lago Negro em Gramado sem pessoas

Pontos turísticos de Gramado estão mais vazios devido as medidas de distanciamento social.

Como é calculado o risco de cada região?

O sistema utiliza 11 indicadores para monitorar o avanço do vírus em cada local. Eles estão divididos em duas categorias: Propagação e capacidade de atendimento.

Entre os pontos estudados estão a velocidade de avanço, incidência de novos casos, número de leitos hospitalares e mudanças na capacidade de atendimento, entre outros.

Cada indicador ganha uma nota de 0 à 1, quanto maior este valor, maior é risco daquele aspecto. É com a soma desses valores que são definidas as bandeiras de cada região.

Como funciona a classificação de bandeiras?

As cores de bandeira definem o risco de contágio nas cidades daquela região. Confira os detalhes abaixo:

> Amarela – Risco baixo

Nas regiões com esta cor, o sistema de saúde está com alta capacidade de atendimento, enquanto as cidades registram baixa propagação da doença.

> Laranja – Risco médio

Aqui pode acontecer dois cenários distintos. O primeiro demonstra uma capacidade média de atendimento hospitalar com baixa propagação do vírus, enquanto a segunda significa uma alta capacidade de atendimento e uma propagação do vírus acima da média.

> Vermelho – Risco alto

As duas hipóteses voltam a se repetir aqui, porém em um cenário mais agressivo. Sendo uma baixa capacidade de atendimento hospitalar e propagação do vírus sob controle, ou, alta capacidade de atendimento do sistema de saúde acompanhada de alta propagação do vírus.

> Preta – Risco altíssimo

Esta cor representa o pior cenário possível, com baixa capacidade de atendimento do sistema de saúde e alta propagação do vírus.

Rua Torta em Gramado durante isolamento social.

As bandeiras impactam no que pode e não pode abrir na cidade.

Como as bandeiras afetam Gramado? (Última alteração de bandeira no dia 03/08)

Desde o dia 03 de agosto, Gramado encontra-se na bandeira laranja, confira como fica o funcionamento das atividades na cidade:

> Gastronomia

– Restaurantes a la carte, prato feito e buffet sem autosserviço: 50% da capacidade;

– Restaurantes de autosserviço (self-service): fechados;

– Lanchonetes e padarias: 50% da capacidade;

> Turismo

– Hotéis e similares: 70% dos quartos (a partir de Decreto Municipal);

– Parques temáticos: 50% dos visitantes;

– Parques e reservas naturais, jardins botânicos e zoológicos: 50% dos trabalhadores e 25% do público;

> Comércio

– Comércio de veículos (rua): 50% dos trabalhadores, atendimento ao público limitado;

– Comércio atacadista não essencial (rua): 50% dos trabalhadores, atendimento ao público limitado ;

– Comércio varejista não essencial (rua): 50% dos trabalhadores, atendimento ao público limitado ;

> Serviços

– Casas noturnas, bares e pubs: fechados;

– Teatros, cinemas e casas de espetáculos (dança, circo e similares): 25% dos trabalhadores, atendimento ao público limitado;

– Museus, bibliotecas, arquivos, acervos e similares: 25% dos trabalhadores, atendimento ao público limitado.

 

Para ver todos os detalhes, confira o site da prefeitura.

Para a sua comodidade, vamos manter este post atualizado com todas as informações sobre as ações de prevenção da Covid-19 em Gramado.

VEJA TAMBÉM

Gramado é um dos destinos mais desejados pelos brasileiros

Páscoa em Gramado: 5 dicas para você aproveitar a época mais doce do ano

Gramado agora é a Capital Nacional do Chocolate Artesanal